Enquete sobre a ELEIÇÕES

Há uma enquete sobre as eleições para presidente, governador e senador. Vote no lado esquerdo da página

Socorro, roubaram minha rampa!!!

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Essa Prefeitura é ruim de doer, hein. Quando não são corruptos, são incompetentes. Quando não são incompetentes são babões.

Resolveram, às vésperas da eleição, dar um banho de asfalto em algumas ruas da cidade.
 
Nem todo mundo ficou muito satisfeito.

Sobretudo quem foi pego de surpresa com a arrancada das rampas que dão acesso às garagens de suas casas no Bairro de Santo Antônio. Vejam na foto a seguir:

Pois então. Muita gente do Santo Antônio chegou em casa, pensou em abrir o portão para guardar seu carro e se deparou com essa cena. As rampas sumiram.

Umas das moradoras abriu o bocão no Facebook, como podem ler AQUI, mas um babão-mor dos imperadores João e Nildomar entrou em ação e defendeu aquelas belezuras dizendo o seguinte:


Se eu não conhecesse Ricardir, eu diria que ele mente por má-fé. Como conheço, digo que ele mente por não saber a verdade.

Primeiro: qualquer serviço público a ser prestado tem que ser informado ao povo. Quem nunca ouviu na Rádio um aviso de que tais dias irá faltar água ou Energia para conserto de sei lá que peste?!

Segundo: Quer dizer que em todas as ruas isso foi feito é? EU PROVO O CONTRÁRIO


Esse retrato eu peguei no próprio Facebook da Secrearia de Obras. Essa rua é a Amélia Soares Paes, bem perto do Campo do Cultura. Certamente quem mora nessas casas são pessoas a quem o prefeito-imperador e o secretário não quiseram incomodar. O fato é: nem em todas ruas as rampas foram tiradas. Resta você, assessor de comunicação, responder, Ricardir:

QUAL O CRITÉRIO PARA ARRANCAR OU NÃO AS RAMPAS? Será o nível de bajulação ao Prefeito-Imperador?

Debate na TV JORNAL: Um banho de Armando

Pessoal, em vez de lerem meus comentários sobre a atuação de Paulo e Armando no debate da TV Jornal,vejam os vídeos vocês mesmo e concluam. Armando deu uma lavagem.

Posto aqui o primeiro vídeo. Se clicarem no título dele, na parte de cima do vídeo, poderão ver diretamente no youtube e terão acesso aos demais blocos do programa. Antecipo que o melhor de todos foi o 3°




DIAP divulga perspectiva das bancadas

terça-feira, 16 de setembro de 2014


Site do DIAP divulga perspectiva das bancadas no Senado e na Câmara. Em breve eu divulgarei a minha relação de quem será eleito e de quem beberá água. Vamos conferir?

P.S. POR UM PROBLEMA NA FORMATAÇÃO DAS IMAGENS, AS MESMAS ESTÃO EM TAMANHO DESPROPORCIONAL. BASTA CLICAR NELAS PARA VÊ-LAS MELHOR


Segundo o DIAP, João Paulo é favorito para vencer a eleição ao senado por Pernambuco:

Prognóstico para 2015 comparado com as últimas bancadas eleitas




Chances dos eleitos em Pernambuco, de acordo com o DIAP


Candidatos competitivos
Partido
Situação/Referência
Prognóstico
Mendonça Filho
DEM
Reeleição
1
Carlos Eduardo Cadoca
PCdoB
Reeleição
1 a 2
Luciana Santos
PCdoB
Reeleição
Wolney Queiroz
PDT
Reeleição
1
Eduardo da Fonte
PP
Reeleição
2 a 3
Roberto Teixeira
PP
Reeleição
Vilalba
PP
Reeleição
Fernando Monteiro
PP
Novo – empresário, sobrinho do ministro do TCU e ex-deputado federal, José Múcio Monteiro
Anderson Ferreira
PR
Reeleição
1 a 2
Sebastião Oliveira
PR
Novo - deputado estadual, é primo do deputado federal Inocêncio Oliveira
Danilo Cabral
PSB
Reeleição
4 a 6
Fernando Coelho Filho
PSB
Reeleição
Gonzaga Patriota
PSB
Reeleição
Pastor Eurico
PSB
Reeleição
Severino de Souza Silva
PSB
Novo - suplente de deputado federal
Marinaldo Rosendo
PSB
Novo - empresário, ex-prefeito de Timbaúba
João Fernando Coutinho
PSB
Novo - deputado estadual
Tadeu Alencar
PSB
Novo - ex-secretário da Casa Civil no estado e procurador da fazenda nacional
Felipe Carreras
PSB
Novo - ex-secretário de Turismo da Prefeitura de Recife
Silvio Costa
PSC
Reeleição
1
Andre de Paula
PSD
Reeleição
1
Bruno Araújo
PSDB
Reeleição
2 a 3
Daniel Coelho
PSDB
Novo - deputado estadual
Betinho Gomes
PSDB
Novo - deputado estadual e filho do prefeito de Jaboatão dos Guararapes
Fernando Ferro
PT
Reeleição
2 a 3
Pedro Eugênio
PT
Reeleição
João da Costa
PT
Novo - ex-prefeito de Recife
Mozart Sales
PT
Novo – ex-secretário nacional de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da saúde, idealizador do programa Mais Médicos, sindicalista
Dilson Peixoto
PT
Novo – ex-vereador de Recife, ex-secretário estadual de Cidades no governo de Eduardo Campos, sindicalista
Jorge Côrte Real
PTB
Reeleição
2 a 3
Adalberto Cavalcanti
PTB
Novo - deputado estadual
Ricardo Teobaldo
PTB
Novo – empresário, ex-prefeito de Limoeiro e ex-deputado estadual
Josenildo Sinesio
PTB
Novo – ex-vereador em Recife
Zeca Cavalcanti
PTB
Novo - ex-prefeito de Arco Verde
Augusto Coutinho
SD
Reeleição
1
Moisés Francisco da Silva
PSL
Novo - ex-vereador de Jaboatão dos Guararapes
0 a 1
Jarbas Vasconcelos
PMDB
Novo - senador
1
Raul Jungmann
PPS
Novo - ex-deputado federal, foi ministro da Reforma Agrária no governo FHC
0 a 1
Gilson Lima
Pros
Novo – empresário, foi secretário de Fruticultura em Planaltina de Goiás
0 a 1

Guerra dos Mendonça

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Os dois Mendonças, o original e o do Paraguai, andam trocando farpas em carros de som, isso todo mundo sabe. A briga agora se estendeu para troca de Notas um batendo no outro, e o Blog do Magno dando o maior cartaz. Vejam:

COMENTO EU: João diz apenas uma verdade: que Mendonça não pede votos para seu candidato a presidente. Mas João tem pouca moral para dizer isso, pois em 2010 ele tampouco pedia votos para Serra e mesmo para Jarbas

Prefeito acusa Mendonça de prejudicar campanha de Paulo

O prefeito de Belo Jardim, João Mendonça (PSD), disse, há pouco, ao blog, que o deputado federal Mendonça Filho (DEM), que apoia a candidatura de Paulo Câmara para governador, entrou com uma representação no Tribunal Regional Eleitoral para tirar a propaganda do socialista no município.

O recurso, segundo o prefeito, manda suspender a propaganda de Câmara dos carros de som que circulam em Belo Jardim. “A representação não é coisa de aliado, mas de adversário, pois o que tenho feito no município é divulgar as obras que Eduardo fez, como a UPA e uma escola técnica, que é referência”, afirmou.

“Mas o deputado – acrescentou – não quer que fale das obras de Eduardo em Belo Jardim”. Segundo João Mendonça, na medida em que o deputado impede a propaganda em carros de som prejudica a campanha de Câmara. “Aliás, não vejo este deputado pedindo voto para governador”, disse.

João acrescenta que os parceiros de Mendonça Filho em Belo Jardim votam em Armando Monteiro para governador, citando nominalmente Washington Cadete, candidato a estadual, que dobra com ele (Mendonça) para federal.

Mendonça rebate criticas do prefeito de Belo Jardim

Com relação à matéria publicada neste Blog com o prefeito de Belo Jardim, João Mendonça Jatobá, a coordenação da campanha do deputado Mendonça Filho nos enviou uma nota de esclarecimento.

Confira a nota.

1 - O deputado Mendonça Filho vem sendo alvo de uma campanha sórdida e pautada por mentiras e baixarias por parte do prefeito de Belo Jardim, contrariando o povo da cidade, que quer um prefeito que trabalhe e não fique fazendo futricas políticas.

2 - Maliciosamente, o prefeito produziu uma mídia de carro de som mentirosa contra Mendonça e incluiu a divulgação de Paulo Câmara e da chapa majoritária, na tentativa de inibir qualquer ação para retirá-la. De forma legal e democrática e buscando resgatar a verdade, o nosso jurídico ingressou com representação junto à Justiça Eleitoral. A representação foi acatada pela Justiça, que confirmou que o áudio propagava inverdades contra Mendonça Filho e determinou a retirada imediata da referida mídia.

4 - Em Belo Jardim o candidato Paulo Câmara é apoiado por dois grupos: o do deputado Mendonça Filho e o do prefeito, ambos integrantes da mesma coligação de partidos e adversários políticos na cidade. O apoio do deputado Mendonça Filho à candidatura de Paulo Câmara é público e pautado na correção, na ética e no compromisso com a verdade. A retirada da mídia que veiculava mentiras não prejudica a campanha de Paulo Câmara em nada. Ao contrário, ajuda! Até porque, Paulo Câmara tem feito uma campanha limpa, sem mentiras e pautada na transparência com os pernambucanos.

5 - O que prejudica a campanha de Paulo Câmara em Belo Jardim é a péssima gestão do prefeito João Mendonça Jatobá, que é reprovada pelos belojardinenses com mais de 45% de ruim e péssimo. É público que o prefeito é muito mal avaliado nas pesquisas de opinião feitas no município, porque a cidade está abandonada e a saúde municipal presta um péssimo atendimento a população. É isso que puxa pra baixo a candidatura de Paulo Câmara em Belo Jardim. Outro fato que prejudica a campanha de Paulo Câmara é o clima de baixaria promovido pelo prefeito na cidade, que tem atacado até família de Mendonça. O povo de Belo Jardim é politizado e repudia qualquer tipo de baixaria.

João rebate Mendonça: "Não pede voto para Câmara"

Caro Magno Martins,

a fim de esclarecer a verdade aos seus leitores e em respeito a todos os pernambucanos, esclarecemos os seguintes pontos sobre a nota enviada pela assessoria do deputado Mendonça Filho a este blog, conforme segue:

1-Todo Belo Jardim sabe que há mais de 15 dias o deputado Mendonça Filho, através de seus carros de som, vem fazendo uma campanha de baixo nível, com ataques ao prefeito João Mendonça ;

2- Nas propagandas do deputado-candidato esqueceu-se de constar pedidos de votos para Paulo Câmara e Fernando Bezerra, sem contar que nem para o seu candidato a presidente o mesmo faz campanha;

3- Para trabalhar em Belo Jardim a campanha de Marina, Paulo Câmara, Fernando Bezerra e demais componentes da Frente Popular, o prefeito João Mendonça fez constar na propaganda uma série de conquistas do município na gestão Eduardo Campos, como uma UPA-E, uma Escola Técnica, Adutoras, diversas obras através do FEM, entre outras;

4- Na representação impetrada pelo Deputado Mendonça Filho contra Paulo Câmara e João Mendonça não há qualquer menção a supostos ataques contra a pessoa do deputado, conforme pode ser visto nos autos, mas, deputado-candidato alega que 'na propaganda atacada, divulga-se uma lista de realizações, obras e serviços [...] com o intuito de criar um 'capital político' [...] com o intuito de transferir esse capital político para o candidato' Paulo Câmara, deixando clara a intenção, pura e simples, de apagar qualquer benefício à candidatura socialista ao governo, como faria todo e qualquer adversário;

5- O grande mote da Representação nada mais é, na verdade, que a não aceitação das fragorosas derrotas impostas ao candidato-deputado em todas as últimas eleições, quer pelo saudoso Eduardo Campos, quer pelo próprio João Mendonça;

6- Aliás, é sempre assim que o deputado-candidato age: para a platéia recifense, a quem ele estima como sendo a 'elite' dos seus eleitores, e ao lado de quem posa de civilizado, aparece entre sorrisos, beijos, e abraços; enquanto que no interior, mostra toda a sua face coronelesca, truculenta e ignóbil - perfil altamente conhecido dos belo-jardinenses;

7- A representação contra Paulo Câmara e o Prefeito João Mendonça nada mais é que uma prova cabal de que o deputado candidato não aceita a verdade de que as obras realizadas na cidade pela gestão Eduardo Campos superam, em muito, a gestão do mesmo quando foi vice-governador e governador;

8- O deputado precisa saber que João Mendonça não é candidato, mas é prefeito pela terceira vez, pela vontade soberana do povo, e está corrigindo os desmandos, a incompetência, e o atraso da gestão do governo de Marco Coca-cola, que foi o grande parceiro de Mendonça Filho, além de não fazer jogo duplo com ninguém, mantendo-se firme e forte com Paulo Câmara e toda a Frente Popular'.

Assessoria do prefeito João Mendonça

Belo Jardim








Belo Jardim 86 anos

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Nos 86 anos de Belo Jardim, tento escrever e descrever algo sobre essa que é, dentre todas, a melhor cidade do Mundo. Mas nada me ocorre a não ser repetir o texto do ano passado. Então lá vai

Terra de Músicos, Terra de Progresso, Terra das Muriçocas, Terra de Marocas. 
Lugar de gente simples e honesta. De povo ordeiro e civilizado.
Belo Jardim maltratada pelos poderes instituídos.
Belo Jardim injustiçada pelos que a governam.
Belo Jardim das Baterias Moura, da Palmeiron e da Natto.
Minha cidade, minha Terra, minha casa, minha Pasárgada.
Belo Jardim é um sentimento, não uma cidade. E como tal, não se explica, apenas se sente. É como aquele filho, com quem nós podemos reclamar, mas não queremos que ninguém mais fale mal.

Que o presente nos permita refletir sobre o teu passado e assim projetarmos um futuro melhor para teus filhos.
És Belo no nome, és Belo pra mim, Belo Jardim

Morto, Eduardo doa 2,5 MILHÕES à campanha de Marina

quarta-feira, 10 de setembro de 2014


Eduardo Campos morreu dia 13, mas no dia 14, doou ao PSB 2 MILHÕES E MEIO DE REAIS, mesmo sendo dono de um patrimônio de 500 mil reais.

A lista de patrimônio de Eduardo incluia:

APARTAMENTO R$ 60.000,00
CASA RESIDENCIAL R$ 142.460,00
ÁREA DE 80,72 HA R$ 63.000,00
ÁREA RUA DOIS IRMÃOS R$ 140.000,00
CARRO KIA CERATO R$ 55.000,00
FIAT 500 ANO 2012 R$ 35.632,00

375 QUOTAS DO CAPITAL SOCIAL DA AGROPECUÁRIA N S NAZARÉ CNPJ 0373808075 R$ 15.000,00

BANCO BRADESCO R$ 15.907,02
BANCO BRADESCO R$ 19.800,48
Total R$ 546.799,50

Campanha pro Governo esquenta de vez

A princípio, eu vinha achando um saco essa eleição. Não havia, ao menos para mim, um candidato em que se visse a esperança de dias melhores.

Em Pernambuco mesmo, pensava até em aular meu voto, coisa que nunca fiz e não acho cívico. De um lado, um poste indicado pelo ex-governador Eduardo e do outro, com apoio do PT, motivo bastante para não ter meu voto, Armando Neto. Além de péssimos nomes, uma campanha pra lá de chata, com Armando metendo 35 pontos de vantagem.



Mas tudo mudou e a eleição está uma comédia. Na manhã da terça, Armando reuniu a imprensa para cobrar de Paulo Câmara explicações quanto à concessão de incentivos fiscais dada a empresa que teria comprado o avião em que voava Eduardo Campos. Não bastando isso, o próprio Paulo teria também voado.

Paulo e o PSB não calaram. Soltaram uma tremenda nota ainda na terça:

A imprensa pernambucana foi surpreendida hoje com uma pantomima da pior qualidade, orquestrada pelo candidato a governador da coligação “Pernambuco vai mais longe”, Armando Monteiro. Pretendendo divulgar “fato relevante” referente à campanha eleitoral em curso, o senador do PTB convocou com grande estardalhaço uma entrevista coletiva, que teve lugar na sede do seu comitê eleitoral. Como diz o ditado popular, “a montanha pariu um rato”.

Desesperado com a derrota que já se prenuncia, de acordo com as pesquisas eleitorais, o candidato de Dilma Rousseff fez uma sucessão de denúncias vazias, irresponsáveis, indignas de qualquer credibilidade, expondo à sociedade uma face lamentável, que merece nossa indignação e pronto repúdio.

Os fatos citados pelo candidato já tiveram ampla cobertura da imprensa nacional e foram publicamente esclarecidos, na forma da lei, pela direção do Partido Socialista Brasileiro, que acompanha diligentemente todos os aspectos envolvendo não apenas o uso da aeronave, como também as causas do acidente que vitimou tragicamente o nosso saudoso Eduardo Campos.

Ao tentar atingir o futuro governador de Pernambuco, Paulo Câmara, com um factóide sem pé nem cabeça, Armando Monteiro mostra de quantas é capaz para enlamear a honra alheia. Se hoje é assim, dá para imaginar o que faria esse senhor se um dia chegasse ao Governo de Pernambuco.
O PSB se solidariza com a imprensa pernambucana, diante da tentativa malandra de manipular fatos, e, como sempre, está à disposição dos jornalistas para qualquer esclarecimento. 

O vice de Armando, Paulo Rubem, veio a público responder a nota do PSB e foi certeiro no petardo:



Como deputado federal, membro da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção e candidato a vice-governador da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe, informo que:

Continuando com as fugas que vêm marcando sua atitude frente aos graves fatos apontados pela imprensa nacional nas últimas semanas, desde o acidente de 13 de agosto, como a ausência de prestação de contas adequadas por seu partido, sob o rigor da lei, do uso do avião em questão, o candidato Paulo Câmara mais uma vez foge das explicações, escondendo-se sob o manto de esclarecimentos notoriamente vazios, pretensamente oferecidos à imprensa.

Mais uma vez sem esclarecer os fatos e, novamente, como nas levianas acusações que fez à oposição pelos fatos publicados em relação às denuncias apresentadas em delação premiada pelo Sr.Paulo Riberto Costa, Paulo Câmara, em nítida postura de desequilíbrio, acusa-nos de malandragem por lhe cobrarmos publicamente as explicações que deve ao povo de Pernambuco.

Malandragem é um Auditor, Secretário da Fazenda de Pernambuco, após conceder incentivos fiscais e benefícios comerciais, esses nunca antes concedidos a uma empresa, ré em processos federais de sonegação e crimes financeiros, usar um avião dessa empresa para fins privados, numa campanha eleitoral;

Malandragem é um Auditor, Secretário de Fazenda, após dar benefícios e usar o avião da empresa, calar-se frente às graves informações reveladas pelas investigações do acidente dando conta de que o avião foi pago, entre outras, pela empresa Câmara & Vasconcelos, que havia recebido depósito de R$ 100 mil da MO Consultoria, do doleiro Alberto Youssef, preso pela Operação Lava Jato, conforme fartamente publicado pela imprensa;

Malandragem é usar a administração pública dando benefícios a empresa sob suspeita, ré por crimes de sonegação e contra o sistema financeiro, e depois usar seus bens para si próprio;

Malandragem é imaginar que o povo de Pernambuco aceita esse tipo de negócio escuso entre o público e o privado. Malandragem faz quem tira imposto do povo de Pernambuco, doa para empresa privada, ré em ação federal por crime de sonegação, com dívida de R$ 101 milhões, e depois usa avião da empresa para fazer campanha. Malandragem é tirar dos mais pobres para doar aos mais ricos e depois usar o patrimônio dos mais ricos, quem sabe comprado com dinheiro de sonegação fiscal. Em causa própria. Responde, candidato. 
EU QUERO É SANGUE 

O comício da Frente Popular com JM

domingo, 7 de setembro de 2014

Ontem à noite, a Frente Popular de Pernambuco realizou um comício na Avenida José Mendonça Bezerra, que alguns tabacudos insistem em chamar de Avenida Siqueira Campos.

É claro que não se pode comparar um comício de uma eleição estadual com os que se fazem para eleições municipais.

Mas ainda assim, a impressão que ficou para quem observava a caminhada que antecedeu o evento foi de fraqueza política do Prefeito-Imperador.

Além de pouca gente ter se disposto a acompanhar de livre vontade (o que havia muito era gente obrigada a estar ali), via-se muita gente com adesivos dos deputados de JM, mas que na conversa de pé de ouvido dizem que votam em Mendonça, em Cabeludo, em Washington e até em Cecílio.

O comício foi tão fraco que não virou notícia nem tem fotos divulgadas no site oficial da campanha de Câmara, diferente do que aconteceu em Pesqueira, Buíque e Calçado, cidades que receberam a caravana 40 também..

Para quem achar que estou mentindo, basta clicar AQUI e entrar no site oficial do candidato e procurar se tem foto de Belo Jardim ali.

Nem sequer o blog No Giro da Cidade teve coragem de postar uma foto panorâmica da Avenida. Postou apenas fotos de pequenos grupos.

Mas vamos aos discursos que mais se destacaram:

VANDO DE GINALDO: Usou o tempo de que dispôs para provocar Macarrão. Vando sabe que perdeu a liderança local e não perde mais uma oportunidade para cutucar a nova liderança de Serra dos Ventos.

GILVANDRO ESTRELA: Quando eu digo que não é carne nem peixe, ele se zanga e me processa. No evento de lançamento dos candidatos de JM ele estava lá dizendo que vota na chapa fechada. Depois disse que seu federal é Mendoncinha. Aí coloca na porta de casa um banner com retrato de Marina, Paulo, João e Guilherme Uchoa, reforçando a ideia de que vota em mendonça. Mas aí chega no comício e diz, de novo, que vota na chapa FECHADA. Sigo dizendo... Não é carne nem é peixe esse senhor. Sua oposição a João Mendonça, anunciada no dia 1 de janeiro de 2013, durou até ter um apadrinhado nomeado para a diretoria de trânsito.

DA PAZ, CLAUDEMIR, PATRÍCIA e JAIRZINHO: Nesse grupo, não incluo Euninho por um motivo: ele se elege com dinheiro dele mesmo. O grupo Mendonça não foi responsável por sua eleição, como foi no caso desses 4 vereadores. Já falei aqui e torno a repetir, e quem ficar com raiva meta o dedo no contator: mais que dívida POLÍTICA, DA PAZ TINHA UMA DÍVIDA PESSOAL com a família Mendonça. Não há um único motivo para que ela e seus descendentes não votem em Mendonça para federal, mesmo que escolham andar com João na eleição municipal. Mas a história e o tempo darão a resposta que merecem. CLAUDEMIR, ao anunciar que iria pra base do prefeito, com um argumento BIZARRO, que não sabe ser vereador de ooposição, insistia com a versão de que "ACONTEÇA O QUE ACONTECER, MEU FEDERAL É MENDONÇA". Mentiu. Esse é um que se amanhã Maneco for prefeito, Bruno Galvão for prefeito, ou Gena Doido for prefeito, ele estará aliado. JAIRZINHO poucos comentários merece porque é vereador de um mandato só. Dele, sua tia cuidará em 2016. PATRÍCIA é a que causa mais estranheza, pois, como sabemos, seu filho adoece toda vez que se aproxima de João Mendonça, de tão mau que é o nosso prefeito. Isso são palavras de seu esposo Wilson, não minhas. 

Esses 4 foram eleitos com dinheiro de Mendonça, mas preferem votar em Bruno. Seus eleitores os julgarão, não eu.

GUILHERME UCHOA: O boca de cachorro parece ter fumado o mesmo produto que Eduardo Jorge, candidato a presidente do PV. Criticou Mendonça FIlho por nunca ter trazido nada para Belo Jardim quando vice e governador, sem saber que o seu apoiador JM, até 3 anos atrás, dizia que TUDO QUE BELO JARDIM TEM foi trazido pelas mãos de Mendoncinha e Mendonção.

BRUNO ARAÚJO: Esse sim é um comédia e merece ser comentado. Disse que ao longo de todos esses anos sentia um vazio no coração por nunca ter sido majoritário na sua cidade de origem. Era eleito deputado estadual, foi eleito federal, boas votações, mas um vazio permanecia na sua vida. Dá para acreditar nisso? Como se fosse pouco, ainda anunciou que não chega de mãos vazias na cidade, pois foi ele quem colocou no orçamento da união 400 mil reais para comprar de bicicletas para alunos da rede pública. Bruno teve 5600 votos em Belo Jardim e, segundo Valdemir Cintra, não veio na cidade sequer agradecer os votos.

Um desafio: alguém ache uma dessas bicicletas e eu paro de criticar Bruno.

Os demais a discursarem, Fernando Bezerra, João e Paulo, fizeram apenas o trivial: babações a Eduardo e João e pedidos de votos a Marina.

Obs: Fraco ou não, JM trouxe a chapa majoritária à cidade. Mendonça Filho (que segundo João apoia Paulo não por convicção, e sim por conveniência), fica desafiado a também trazer a chapa para um evento seu. Algumas cidades, como Pesqueira, reuniu os grupos adversários num mesmo palanque para pedirem votos a Paulo. Lá, Evandro, o atual, e os ex-prefeitos João Eudes e Cleide estiveram juntos e misturados. Aqui sabemos que não dá. Será demonstrada falta de prestígio caso MF não os traga.

 Fotos: Blog No Giro da Cidade